quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Drenagem linfática manual e mecânica no pós-operatório de dermolipectomia


abdomen
Estudo comparativo da eficácia da drenagem linfática manual e mecânica no pós-operatório de dermolipectomia


Lúcia Maria Alves Soares, Sandra Mara Brasil Soares, Aline Kercia Alves Soares
Revista Brasileira em Promoção da Saúde – Volume 18 – Número 4 – 2005

RESUMO:
A abdominoplastia ou dermolipectomia é uma cirurgia que retira o excesso de pele do tecido adiposo do abdômen de pacientes com ptose de pele ou flacidez de mulheres após múltiplas gestações. A drenagem linfática é uma técnica de massagem realizada com pressões suaves seguindo o trajeto do sistema linfático e atualmente é um dos recursos mais indicados no pós-operatório de cirurgias plásticas. O objetivo desse estudo foi comparar os efeitos da drenagem linfática manual (DLM) e mecânica (DLME) no pós-operatório de dermolipectomia. Foi realizado um ensaio clínico randomizado com 14 mulheres de 35 a 45 anos, entre o oitavo e vigésimo dia de pós-operatório, avaliadas após um período de dez atendimentos por meio de medidas de perimetria, e melhorias dos sintomas. Também houve uma abordagem qualitativa, realizada mediante de um questionário, para analisar o grau de satisfação do paciente e do pesquisador em relação aos tratamentos empregados. Observou-se melhora quanto aos sintomas do pós-operatório e a sua intensidade, nos dois grupos de tratamento. A DLM mostrou-se mais eficaz que a DLME na redução do edema especialmente na perimetria abd0minal (p=0,01). A análise subjetiva do investigador e dos pacientes também revelou um maior índice aceitação para a DLM, 57,1% e 85,7% respectivamente. Conclui-se, portanto, que as duas técnicas foram eficazes e que a DLM mostrou-se mais eficiente do que a DLME no pós-operatório das pacientes submetidas a abdominoplastia-dermolipectomia.

Palavras-Chave: Cirurgia Plástica; Abdômen; Fisioterapia, Drenagem Linfática.

Fonte: Fisioterapia.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário